SAP Portugal Cresce 5% em 2012

Expansão das áreas de inovação e exportação de serviços tecnológicos foram os principais factores de crescimento da subsidiária portuguesa

A SAP Portugal, líder em software de aplicações empresariais, anunciou hoje que registou um volume de negócios de 57,25 milhões de euros em 2012, o que representou um crescimento de 5% face ao ano anterior (2011: 54,5 milhões de euros). Com este resultado, a subsidiária portuguesa cresce consecutivamente nos últimos três anos.

Os factores que mais contribuíram para o crescimento da SAP Portugal em 2012 foram a procura crescente das pequenas e médias empresas do mercado nacional pelas soluções SAP como resposta às suas necessidades de internacionalização e competitividade, a acelerada exportação de serviços tecnológicos para vários países da Europa e África e a forte expansão das novas áreas estratégicas da SAP, de Bases de Dados e Mobilidade. Estas novas áreas de negócio são uma aposta ganha da estratégia da SAP, que, em apenas um ano, passaram a representar cerca de 24% das receitas de software em Portugal. A facturação associada ao ERP da SAP em Portugal contribuiu para um terço das receitas de software em 2012.

“Apesar das dificuldades sentidas na economia portuguesa, o segmento das médias empresas foi dos mais dinâmicos para a SAP, comprovando que a oferta renovada e abrangente da SAP responde aos desafios actuais das empresas de qualquer dimensão”, refere o Director-Geral da SAP Portugal, Paulo Carvalho. “Os gestores estão conscientes que têm de apostar na inovação, no talento humano e no Software para crescerem, diferenciarem-se dos seus concorrentes e competirem mais fortes, em particular, nos mercados externos”.

A abertura do Centro de Serviços em Portugal no final do primeiro semestre de 2012 acelerou a entrega de valor para os clientes da SAP. O Centro de Serviços em Portugal é um importante investimento de longo prazo da SAP, que cria emprego qualificado em Portugal e que presta serviços tecnológicos de elevado valor e qualidade para o mercado internacional. Os mercados externos representaram mais de 90% da sua actividade. Inglaterra, França, Bélgica, Itália, Turquia, África do Sul e Angola são exemplos de países, para onde este centro está a implementar soluções inovadoras SAP, em áreas como informação analítica de negócio, mobilidade, CRM e computação “in-memory”. As indústrias que mais movimentaram a actividade do Centro de Serviços Português foram: Telecomunicações, Energia, Aviação e Serviços.

A recente e inovadora tecnologia SAP HANA, a plataforma in-memory da próxima geração que possibilita a gestão dos negócios em tempo real, já conquistou também as empresas do mercado português, tanto nas grandes como no segmento das Pequenas e Médias Empresas. A Cimpor, um dos 100 primeiros clientes a nível mundial a adoptar SAP HANA, a Portugal Telecom, a REN – Rede Eléctrica Nacional e a Seara Carnes são apenas algumas referências de adopção de SAP HANA.

Em 2012, a concretização de novos contratos em clientes existentes foi também um factor de crescimento, através de uma oferta de soluções cada vez mais abrangente. A empresa manteve a confiança dos seus actuais clientes, que continuaram a procurar as soluções da SAP e expandiram a parceria, nomeadamente, nas áreas de analítica de negócio, gestão do relacionamento com os fornecedores e de mobilidade.

Entre os clientes que voltaram a reforçar a sua aposta nas soluções SAP destacam-se a BA Vidro, Cimpor, Galp Energia, Jerónimo Martins, Portucel, Portugal Telecom, REN, TAP, Unicer, Wayfield, entre muitos outros.

As empresas que celebraram, pela primeira vez, contrato com a SAP para utilização das suas soluções são, entre outras, Aviludo, Caixa Económica Montepio Geral, Gustavo Cudell, Irmãos Vila Nova (Salsa), JEFAR – Indústria de Calçado, Margrés – Grés Panaria Portugal e a Vale da Rosa – Sociedade Agrícola.

Parceiros SAP geram 40% das receitas de software

“O desempenho dos nossos parceiros tem sido decisivo para a concretização da estratégia da SAP ao gerarem valor junto dos nossos clientes”, refere o Director-Geral da SAP Portugal, Paulo Carvalho. “2012 foi um ano de renovação e forte inovação da oferta da SAP e os nossos parceiros responderam à mudança com excelência. Muitos ganharam mercado em Portugal, exportaram mais serviços SAP e inovaram a sua oferta através de uma aposta clara nas áreas de negócio da mobilidade, da Cloud e da plataforma SAP HANA”.

Em linha com a estratégia da SAP Portugal anunciada em 2012, os parceiros de negócio da SAP tiveram mais mercado para trabalhar, incluindo grandes empresas que tradicionalmente eram da esfera de actuação directa da SAP. Neste contexto, o desempenho da rede de parceiros potenciado pelas novas soluções e expansão do mercado representou 40% das receitas de software em 2012, um crescimento bastante significativo face a 2011.

Prioridades em 2013

“O ano de 2013 está a ser intensamente marcado pela oferta inovadora nas novas áreas de negócio, SAP HANA, Mobilidade e Cloud. Estamos a liderar uma transformação na forma como as empresas fazem os seus negócios e como as pessoas, profissionais e consumidores finais, se relacionam com as empresas. A SAP dará aos utilizadores empresariais a experiência intuitiva e a simplicidade de utilização semelhante à que têm hoje quando usam Facebook, Amazon ou Google na sua vida pessoal“, acrescenta Paulo Carvalho.

A plataforma SAP HANA, que serve de base a todos as soluções da SAP, continuará a ser uma prioridade na estratégia da SAP. Com a disponibilidade geral da solução SAP Business Suite powered by SAP HANA, anunciada na semana passada, o mercado passou a ter acesso a aplicações de negócio, milhares de vezes mais rápidas, nas suas instalações ou na Cloud. São disponibilizados novos cenários de negócio em áreas, como marketing, financeira, logística e produção, com informação em tempo real e fazendo uso do software SAP ERP implementado nas empresas. A expansão das ofertas Cloud, surgidas das aquisições recentes da SuccessFactors¹ e da Ariba² são também prioridades estratégicas da SAP em 2013.

A SAP Portugal irá manter a sua total orientação para o cliente, ajudando as empresas portuguesas a inovar e a reduzir custos. O compromisso de disponibilizar uma oferta abrangente de soluções, com o objectivo de gerar eficiências ao nível dos processos de negócio e de minimizar os custos operacionais, vai permitir às organizações encontrar os recursos necessários para projectos de inovação que criem valor para os seus clientes finais, ao mesmo tempo que se tornam mais fortes e competitivas.

A SAP reafirma, ainda, o objectivo de apoiar os seus clientes e parceiros na redução dos tempos de entrega das soluções, antecipando a criação de valor para os negócios. O recurso às melhores práticas, à formação e à adopção de funcionalidades standard, incluídas no software SAP, serão estratégias a implementar durante o ano de 2013.

SAP celebra 20 anos em Portugal

“Os 20 anos da SAP Portugal são o resultado do nosso compromisso com a inovação e com o sucesso dos nossos clientes, que têm tido na SAP e na sua rede de parceiros todo o apoio necessário para o crescimento e competitividade dos seus negócios,” disse Paulo Carvalho, concluindo que “o contributo da SAP para a economia Portuguesa tem sido sólido e constante, reflectindo-se também na qualificação diferenciadora de profissionais e consequente criação de emprego directo e indirecto. Nos próximos anos o principal objectivo da SAP é ajudar na recuperação económica do país e das suas empresas”.

¹ A SuccessFactors é líder na gestão de recursos humanos na Cloud, com mais de 20 milhões de utilizadores, em 168 países.
² A Ariba é a maior rede de comércio empresarial, com mais de 1 milhão de empresas aderentes que geraram, entre si, transacções superiores a 400 mil milhões de dólares em 2012.

Closing this window will discard any information entered and bring you back to the main page